“Gay afeminado” assume posto de comando em força policial mexicana que já perseguiu LGBTs no passado

Conhecida por perseguir LGBTs no passado, a patrulha mexicana agora será comandada por um “gay afeminado“. Trata-se de Javier Berain, que fez história na última quarta-feira (09/12) ao tornar-se o primeiro homem gay a ter um posto de comando no departamento de polícia da cidade do México.

Com isso, Javier será o responsável por coordenar mais de 800 integrantes da Polícia Rodoviária. Suas funções incluem a realização de processos de auditoria para combater a corrupção e garantir a maior eficiência dos gastos públicos.“É uma honra ser a primeira pessoa abertamente da comunidade LGBTI+ a receber a função de mando na polícia da Cidade do México”, escreveu Javier em seu Twitter, acompanhado de uma foto do momento de sua graduação. Na rede social, ele se autointitula como “viado, afeminado e socialista”.

A Subcretaria de Direitos Humanos e Diversidade Sexual da prefeitura saudou Javier e afirmou que tem certeza que ele vai contribuir para a polícia ser mais inclusiva. Recentemente, congresso mexicano aprovou uma lei que penaliza com cinco anos de prisão grupos religiosos, especialistas médicos e psicólogos que ministrarem tratamentos para “curar” LGBTs.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!