Ao vivo na CNN, Anderson Cooper diz que percebeu ser gay aos 7 anos e declara: “Fez de mim uma pessoa melhor”

Considerado um dos jornalistas mais bem pagos dos Estados Unidos, Anderson Cooper declarou durante o seu programa “The Anderson Cooper 360” no quadro “Ask Anderson Almost Anything” (‘Pergunte a Anderson Praticamente Qualquer Coisa’ em português), que ser gay é uma das maiores bênçãos de sua vida.

Segundo Cooper, ele descobriu sua sexualidade ainda muito novo, aos 7 anos de idade. “Eu tinha provavelmente sete anos quando percebi [que era gay]. Não tenho certeza se conhecia a palavra gay naquela época, mas eu percebi que tinha alguma coisa e que algo era diferente (…) eu comentei com alguns amigos na época do ensino médio. Acho que eu realmente abracei [a causa] e passei a amar o fato de ser gay logo após o ensino médio”, explicou o jornalista ao ser questionado por uma telespectadora sobre seu processo de aceitação da própria sexualidade na juventude.

Eu acho que aceitei muito bem. E não apenas aceitei de boa, mas inclusive abracei o fato de que fui um jovem gay recém-saído da universidade nos anos 1980 que me adorava como era”, explicou Cooper, ao ser questionado por uma telespectadora sobre seu processo de aceitação da própria sexualidade na juventude. “Eu sempre adorei viajar e sempre quis ter uma família, então não ter a possibilidade de realizar esses sonhos era algo que não estava na minha visão de futuro naqueles tempos”, disse o jornalista, que assumiu sua sexualidade em 2012.

Mas, ao mesmo tempo, decidi que não deveria ficar só querendo as coisas e fui atrás de tudo que desejava. E por isso ser gay fez de mim uma pessoa melhor, e até mesmo um repórter melhor”, completou o apresentador. “Quando você cresce fora da normatividade, e você começa a observar as coisas que não estão no padrão, você vê a sociedade de modo um pouco diferente, e isso é muito valioso”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!