Joe Biden derruba veto de Trump e autoriza transexuais a servirem nas Forças Armadas dos EUA

Joe Biden derrubou a proibição que seu antecessor, Donald Trump, havia colocado para transexuais nas Forças Armadas do país. O fim da proibição, considerada discriminatória, era uma promessa de campanha do democrata.

Hoje, eu revoguei a proibição discriminatória de pessoas trans que prestam serviço militar. É simples: a América está mais segura quando todos os qualificados para servir podem fazê-lo abertamente e com orgulho“, escreveu ele no perfil oficial da Presidência no Twitter. “Os membros do serviço que sejam transgênero não estarão mais sujeitos à possibilidade de missão ou separação por motivos de identidade de gênero”, diz o texto do decreto, que também “proíbe imediatamente separações involuntárias, dispensas e negações de realistamento ou continuação do serviço com base na identidade de gênero ou em circunstâncias relacionadas à identidade de gênero”.

Além disso, Biden autorizou uma outra medida também vetada por Donald Trump, autorizando o uso de bandeiras do movimento LGBTQ+ em escritórios oficiais do governo e em toda diplomacia norte-americana pelo mundo. “A violência contra a população LGBT aumenta no mundo. Os EUA precisam assumir seu papel de proteger essas pessoas”, disse ele.

Em 2017, Trump anunciou pelas redes sociais que os Estados Unidos não mais “aceitariam ou permitiriam” que pessoas trans servissem nas Forças Armadas, citando “custos médicos tremendos”. A proibição passou a valer em abril de 2019. Segundo estimativas, há cerca de 15 mil pessoas transexuais dentro das Forças Armadas dos EUA.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!