Travesti é presa após matar por vingança homem que teria abusado de sua sobrinha de 14 anos

Uma travesti foi presa suspeita de matar homem no dia de Natal, em Cuiabá, e alegou à Polícia Civil que se vingou porque a vítima teria abusado de sua sobrinha, de apenas 14 anos. Segundo informações do G1, a suspeita, Camylly Hendny Santana Cruz, de 30 anos, foi presa na segunda (18/01) em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

A vítima, José Carlos Ribeiro, de 50 anos, foi encontrada morta na cama, em sua residência. Um pedaço de madeira, com um prego na ponta, foi encontrado no local. Com o início das investigações, a equipe coordenada pelo delegado Caio Fernando Albuquerque coletou informações de que no dia do crime uma pessoa monitorada por tornozeleira eletrônica esteve na residência da vítima. Após ser identificada, Camylly foi ouvida em depoimento na DHPP e confessou o crime. Segunda ela, a sobrinha a procurou chorando e dizendo que José Carlos havia tentado violentá-la sexualmente. Camylly foi então à casa da vítima para tirar satisfações, mas o homem negou o ato de violência, embora a adolescente tenha confirmado o abuso.

Após isso, ainda segundo depoimento da suspeita, ela decidiu que mataria a José Carlos e pediu que a adolescente não comentasse a ninguém o ocorrido e que “resolveria a situação“. A investigada começou a ter encontros amorosos com José Carlos e afirmou ao delegado que passou a fazer isso para aproveitar a oportunidade e vingar o crime contra sua sobrinha. Em um dos encontros, após se relacionarem, ela golpeou a vítima com o pedaço de madeira e com uma faca.

O delegado pediu à Justiça pela prisão preventiva da investigada. O inquérito segue para conclusão e ela será indiciada por homicídio qualificado.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!