Placa em homenagem a Marielle Franco é inaugurada em frente à Câmara de Vereadores do Rio

A vereadora Marielle Franco, assassinada há três anos junto ao motorista Anderson Gomes, foi homenageada neste domingo (14/03), com a inauguração de uma placa, na Cinelândia, em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no Centro da cidade, em uma iniciativa da prefeitura.

Na placa, há os seguintes dizeres: Mulher negra, favelada, LGBT e defensora dos direitos humanos. Brutalmente assassinada em 14 de março de 2018 por lutar por uma sociedade mais justa”. A peça é do mesmo modelo daquele que foi quebrado em um ato de campanha em Teresópolis, na Região Serrana do Rio e, de acordo com a prefeitura, é monitorado por câmeras do Centro de Operações Rio (COR). Além dos parentes de Marielle, o prefeito do Rio Eduardo Paes e o deputado federal Marcelo Freixo participaram do evento. “Essa placa é importante porque era aqui (na Câmara Municipal) que ela estava fazendo o seu trabalho”, disse a mãe de Marielle. “Fomos tão atacados, foi uma coisa tão desumana, mas a gente não vai perder a esperança de que esse crime seja elucidado. A gente vai continuar lutando para saber quem são os mandantes“.

O assassinato brutal de Marielle completa três anos. É importante que se identifique quem foram os mandantes desse assassinato” afirmou Paes. “Marielle foi minha adversária política, mas a diferença de pensamento não pode tirar da gente aquilo que é mais importante: o respeito ao próximo, aos direitos humanos, o amor. Ninguém pode ser assassinado pelo que pensa, pelo que faz. É uma homenagem singela, que tem um simbolismo que, como prefeito do Rio, eu quero dar. A gente pode discordar, mas a gente não pode perder a ternura e a empatia pelas pessoas”, concluiu.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!