Travesti sofre sessão de tortura no interior de SP; vítima teve perfurações no pescoço, mãos, seios e nádegas

Uma travesti de 21 anos, identificada como Bruna, foi hospitalizada depois que dois homens a torturaram, arrancaram parte do couro cabeludo e tentaram assassiná-la. Segundo informações do portal Universa, do UOL, o crime bárbaro aconteceu em São Carlos (SP). A polícia investiga o caso como crime de transfobia.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, na madrugada de sexta-feira (26/02), a vítima foi levada à força a um matagal da cidade, onde sofreu uma sessão de tortura. Os agressores tentaram decepar suas orelhas e havia perfurações feitas por facas em seu pescoço, mãos, seios e nádegas. Desfalecida, ela foi abandonada no matagal. “Tentaram descaracterizar a identidade dela. É um crime de transfobia. Ou seja, aqueles que sentem ódio só pelo fato da pessoa ser transgênero”, disse. Felizmente, Bruna recobrou a consciência e se arrastou até à beira de uma estrada, onde conseguiu socorro.

Ela foi encaminhada às pressas à Santa Casa e permaneceu sedada até a tarde de domingo (28/02), não apresentando mais risco de morte. A jovem ainda não tem previsão de alta. O Boletim de Ocorrência foi registrado como crime de transfobia e tentativa de homicídio. Ninguém foi preso até o momento.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!