Enfermeiro larga profissão para se dedicar ao OnlyFans: “Depois de salários baixos, o futuro agora parece brilhante”

James Cowe, um jovem gay britânico de 23 anos, largou o emprego de seis anos como assistente de saúde para se dedicar em tempo integral ao seu perfil no OnlyFans. O motivo, segundo ele, seria a desvalorização dos profissionais da saúde por parte do governo local.

Com a pressão da pandemia de coronavírus causando grande tensão em todas as indústrias de saúde, me senti desvalorizado e realmente insultado”, disse ele ao Pink News sobre o aumento salarial de um por cento proposto pelo governo britânico para enfermeiros. “Estou extremamente grato a OnlyFans, pois sinto que este é potencialmente o início de uma experiência de mudança de vida. Depois de lutar com salários tão baixos na área de saúde, o futuro agora parece muito mais brilhante“. O futuro certamente parece muito brilhante para Cowe, já que em apenas 22 dias na plataforma, ele faturou bem mais que o seu salário anual. O ex-enfermeiro garante que ganha mais dinheiro em três dias na plataforma do que em um mês trabalhando em hospitais.

Trabalhei um total de seis anos no setor de saúde e achei a carga de trabalho cada vez mais exigente e exaustiva com muito pouco pagamento no final do mês“, conta Cowe. “Começar o OnlyFans é de longe uma das melhores decisões que tomei na minha carreira até agora“, garante. Ele agora tem quase 7.000 seguidores em seu perfil na rede social e cobra US $ 11,99 por uma assinatura mensal. “Minha família tem me apoiado extremamente, pelo que sou grato, e eles insistem, desde que eu esteja feliz por isso também”, explicou ele.

Confira alguns cliques

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!