Mulheres trans são mortas em menos de 24h em Ribeirão Preto; polícia investiga possível relação entre os dois homicídios

A Polícia Civil investiga as mortes de duas transexuais em Ribeirão Preto (SP). As vítimas foram encontradas mortas no último fim de semana, em suas respectivas casas. Esse é o segundo homicídio de pessoas trans registrado pelo município em menos de 24 horas. Os casos foram registrados como homicídio e são investigados em inquéritos distintos.

A primeira vítima, a transexual Márcia, de 42 anos, foi encontrada morta na sexta-feira (09/04), na casa dela, no Parque Industrial Avelino Alves Palma. Segundo informações do G1, o corpo de Márcia foi achado por uma amiga, que notou a falta de comunicação desde o dia 3 de abril e decidiu ir até o local para saber como ela estava. Chegando no local, a amiga encontrou o portão parcialmente aberto. Ao entrar na casa, ela percebeu manchas de sangue e encontrou Márcia morta no quarto. O corpo tinha marcas de violência e já estava em estado avançado de decomposição.

Já o segundo homicídio foi registrado no sábado (10/04). Milena Massafera, de 34 anos, foi encontrada morta no apartamento onde morava, na Vila Tibério. De acordo com o boletim de ocorrência, uma amiga foi até a casa de Milena, chamou por ela, mas não foi atendida. Familiares foram comunicados e foram até a casa da vítima. Com a ajuda de um chaveiro, eles conseguiram abrir a porta e encontraram Milena morta no quarto, com sinais de violência pelo corpo e indícios de que houve luta corporal. Tufos de cabelos arrancados e amostras de sangue foram recolhidas para análise. A suspeita é que Milena tenha sido esfaqueada, mas o objeto usado no crime não foi achado no local.

A Polícia Civil informou que ainda não é possível correlacionar os dois homicídios. Nenhum suspeito foi preso até o momento. Imagens de câmeras de segurança instaladas próximas ao endereço de Milena podem ajudar a identificar o possível autor.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!