Aos 46 anos, Bárbara Paz diz ter se descoberto como pessoa não binária: “Descobri há pouco tempo”

Em entrevista ao podcast Almasculina, de Paulo AzevedoBárbara Paz contou que se reconhece como pessoa não-binária, ou seja, não se identifica dentro dos gêneros masculino ou feminino. 

Sou uma pessoa inquieta. Uma mulher, um homem, não-binária. Descobri que sou não-binária há pouco tempo. Um amigo meu falou que eu era, e eu acreditei, entendi. Sou uma pensadora, uma diretora, uma cineasta, uma atriz, uma pintora, uma escritora. Nas horas vagas, a gente tenta tudo com as mãos, com a cabeça, com o cérebro e com a imaginação. A imaginação precisa estar trabalhando o tempo todo”, revelou. “Então, não sei bem quem eu sou. Se tiver alguma referência para me dizer quem eu sou, ainda estou em busca. Sou muitas coisas. Sou muitos, muitos, muitas. É dizer dizer quem você é para se apresentar. Sou uma pessoa da fazer o que tenho dentro, o que não é pouco“, continuou Bárbara.

A atriz, então, desabafou e afirmou que quando começou a conhecer a ideia da identificação com o não-binário sentiu uma proximidade. “Quando ouvi esse discurso do não-binário, do transgênero, pensei: ‘Será que se tivesse escutado isso com 12 ou 13 anos, eu teria achado que eu era pelo fato de eu sentir isso?’. E não estou falando de sexualidade, mas de sensação. Às vezes, eu me olhava no espelho e me sentia um garoto. Eu me olho no espelho hoje e sou uma mulher com peito, bunda, curvas… E você fala: ‘Nossa, é superestranho’. Muitas vezes. Não é que eu não gosto. É estranho, às vezes. E às vezes eu gosto. Então, gosto de ser menino e de ser menina. Pode? Hoje pode!“, comemorou. “E isso não tem a ver com sexualidade, se gosto de mulher ou de homem. Gosto de pessoas. Até agora, me apaixonei por homens, mas gosto de pessoas.”

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!