Astro de ‘Pose’, Billy Porter revela viver com HIV há 14 anos: “Convivo com essa vergonha em silêncio”

Billy Porter, astro da série Pose, revelou, nesta quarta (19/05), que vive com vírus HIV há 14 anos. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o ator vencedor do Emmy afirmou que descobriu o diagnóstico em 2007, mas sentia vergonha de falar sobre a doença.

Eu era a geração que deveria se cuidar melhor, mas isso aconteceu de qualquer maneira. Era 2007, o pior ano da minha vida. Estava no precipício da obscuridade por cerca de uma década ou mais, mas 2007 foi o pior de tudo. Em fevereiro, fui diagnosticado com diabetes tipo 2. Em março, assinei os papéis da falência. E, em junho, fui diagnosticado com HIV“, disse o ator. Hoje com 51 anos, ele conta que que sentia vergonha pelo diagnóstico, principalmente pelo fato de ter crescido em família religiosa da igreja pentecostal. “A vergonha daquela época combinada com a vergonha que já havia [se acumulado] em minha vida me silenciava, e há 14 anos convivo com essa vergonha em silêncio. Ser soropositivo, no lugar de onde vim, crescendo na igreja pentecostal com uma família muito religiosa, era um castigo de Deus”, continuou.

O ator falou sobre ser soropositivo para o elenco de Pose. Na série, ele interpreta Pray Tell, personagem que também é portador do HIV.  “Eu me levantei na frente do elenco e da equipe técnica e de todas as pessoas que ajudaram a criar esse espaço, e falei a verdade porque, a certa altura, a verdade é o caminho responsável. A verdade é a cura. E espero que isso me liberte. Espero que isso me liberte para que eu possa experimentar uma alegria real e pura, para que eu possa experimentar a paz, para que eu possa experimentar a intimidade, para que eu possa fazer sexo sem ter vergonha“, disse.

Ainda durante a entrevista, Porter aproveitou para refletir sobre o racismo. “Como uma pessoa negra, e, particularmente, como um homem negro neste planeta, você tem que ser perfeito ou será morto“, lamentou ele. “Mas olhe para mim. Sim, eu sou a estatística, mas eu a transcendi. É assim que é ser soropositivo agora. Eu vou morrer de outra coisa antes de morrer disso“.

Confira imagens

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!