Giba compartilha mensagem contra homofobia após chamar de “fora do normal” atleta trans na liga feminina

O ex-jogador da seleção masculina de vôlei, Giba, usou as suas redes sociais para postar uma mensagem contra a homofobia nesta segunda-feira (17/05), quando é celebrado Dia Internacional Contra a LGBTfobia. A publicação veio após Giba afirmar em vídeo publicado no canal do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que era “completamente fora do normal” a jogadora Tifanny Abreu, uma mulher trans, atuar na liga feminina do Sesi/Bauru.

Ser gay não é uma escolha, ser homofóbico é“, disse o ex-jogador, que havia sido duramente criticado nas redes sociais após a declaração transfóbica sobre Tifanny. Durante conversa com Eduardo, o ex-atleta sugeriu a criação de um campeonato somente com transexuais. “Se perguntar pra mim, [a resposta é]: faz um campeonato deles [transexuais]. Não tenho problema com gênero, com nada, mas é completamente fora do normal. Joguei com ele [Tifanny] quando ele era homem ainda, hoje em dia joga com mulheres. Ele (sic) foi fazer a cirurgia com 30 e poucos anos, e por mais que você faça o tratamento, ele não vai perder aquela força a mais que temos em relação às mulheres“, disse. “Uma pergunta que faço para todo mundo pensar um pouco: se uma mulher é pega no doping com testosterona, ela fica quatro anos fora das quadras. E por que isso não é o contrário? É um questionamento que eu deixo para vocês pensarem um pouquinho“, continuou

O ex-atleta ainda mencionou uma notícia falsa de 2018 para justificar sua fala. “É um caso bem complicado. Eu sou presidente da Comissão Mundial dos Atletas na Suíça e a gente teve essa discussão. Tinham federações que aceitavam, mas as confederações não. Tivemos essa discussão. […] Um caso que deu embasamento para que a gente não deixe isso acontecer foi o que aconteceu, se não me engano, em um campeonato de luta. Tipo MMA. Uma menina que fez isso da Bélgica, ela deu uma porrada na cabeça de uma tailandesa e a menina morreu com traumatismo craniano. E aí? Como a gente vai deixar isso acontecer?“, disse.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!