Parada LGBTQ+ de Nova York bane policiais alegando que participação de agentes é ameaçadora para o público

Os organizadores da Parada do Orgulho LGBTQIA+ de Nova York proibiram o Departamento de Polícia de Nova York de participar do desfile anual de junho até 2025. A ação visa reduzir a presença dos agentes no evento, alegando que sua aparência ameaçava membros da comunidade.

A Parada do Orgulho de NY busca criar espaços mais seguros para as comunidades LGBTQIA+ e BIPOC [pessoas indígenas e negras, na sigla em inglês] em um momento em que a violência contra grupos marginalizados, especificamente comunidades BIPOC e trans, continua a aumentar,” disse a Heritage of Pride, organização sem fins lucrativos que planeja eventos do Orgulho de Nova York, em um declaração no sábado (15/05). “A sensação de segurança que os policiais devem proporcionar pode ser ameaçadora, e às vezes perigosa, para aqueles em nossa comunidade que são frequentemente alvos de força excessiva ou sem motivo. A Parada de NY não está disposta em contribuir de nenhuma forma para criar uma atmosfera de medo ou dano para os membros da comunidade.”

Ainda segundo a organização, a decisão será revista somente em 2025. Enquanto isso, os serviços serão realocados para “segurança privada treinada, líderes comunitários e voluntários“, diz o comunicado. Apesar disso, a Heritage of Pride disse que acionará a polícia de NY “apenas quando for absolutamente necessário” e “conforme determinado pelas autoridades municipais“.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!