Polícia identifica responsável por ataque homofóbico a Rafa Vieira e Felipe Ferreira: “Tem mais de 10 passagens”

Rafael Vieira usou o Twitter para atualizar os seguidores sobre o ataque homofóbico que ele e o namorado, o DJ carioca Felipe Ferreira, sofreram neste domingo (23/05), enquanto caminhavam de mãos dadas pela orla de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Acabamos de fazer o reconhecimento do homofóbico na 13ª Delegacia de polícia civil“, escreveu o Ex-‘De Férias com o Ex‘. “Quando chegamos as 16h ele já estava aqui encarcerado. A oficial nos contou que a ficha dele já tem mais 10 passagens.. dentre furtos e violência doméstica“. Além disso, segundo o influenciador, o agressor já cumpriu pena em 2015.

Desde junho de 2019, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o crime de homofobia deve ser equiparado ao de racismo. Toda delegacia tem o dever de atender as vítimas de homofobia e de buscar por justiça. Nesses casos, é necessário registrar um Boletim de Ocorrência e buscar a ajuda de possíveis testemunhas na luta judicial a ser iniciada. As denúncias podem ser feitas pelo 190 (número da Polícia Militar) e pelo Disque 100 (Departamento de Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos). Em alguns estados, há órgãos públicos que fazem atendimento especializado para casos de homofobia.

Confira o momento do ataque

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!