Ronaldo culpa problemas com álcool a episódio de 2008 relacionado com travestis: “Só fiz mal a mim mesmo”

O ex-jogador de futebol Ronaldo Fenômeno conversou com Pedro Bial sobre o episódio em que se envolveu com travestis, em 2008. Na ocasião, ele foi acusado de não ter pago por um suposto programa em um motel da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Ao apresentador, Ronaldo culpou os problemas com o álcool pelo episódio.

“Isso já foi falado. É uma coisa que me incomoda, mas só fiz mal a mim mesmo. Eu precisava era da Tabata [terapeuta] naquele momento fazendo a minha terapia. Foi um momento muito difícil, com certeza ligado ao álcool. Foi um momento muito difícil pra mim naquela época“, afirmou o ex-jogador de futebol.

Em 2008, Ronaldo se viu em meio a uma polêmica quando foi acusado pela travesti Andréa Albertino de não ter pago por um programa no Rio de Janeiro. O jogador, que à época atuava no Milan, da Itália, alegava ter sido vítima de uma tentativa de extorsão de R$ 50 mil. De acordo com o delegado titular da 16ª DP, Augusto Nogueira Pinto, Ronaldo havia contratado a jovem pensando se tratar de uma mulher cis e a levou para o motel. Ao chegar no local, teria pedido mais duas mulheres para o programa.

No entanto, ao tomar conhecimento de que estava ao lado de travestis e que uma delas teria ido buscar drogas na favela Cidade de Deus, o atacante optou por não mais fazer o programa. A contratada, porém, não teria ficado satisfeita e pediu R$ 50 mil para ficar “calada” e não vazar a história para a imprensa.

VEJA + NO PHEENO

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!