Bispo de Rio Preto renuncia à Diocese após vazamento de vídeo íntimo com outro homem

O bispo de Rio Preto, Dom Tomé Ferreira da Silva, renunciou  ao governo pastoral da Diocese de São José do Rio Preto, que ocupava desde 2012, após um vídeo íntimo do religioso vazar nas redes sociais. O pedido foi aceito pelo Papa Francisco e divulgado nesta quarta-feira (18/08) pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

As imagens, que mostram o religioso seminu e acariciando o órgão sexual em uma videochamada com outro homem, viralizaram na última sexta-feira (13/08). Em nota emitida nesta quarta pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, o bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro e Secretário Geral da CNBB, D. Joel Portella Amado, informa apenas que o Papa Francisco aceitou a renúncia e que o Arcebispo de Ribeirão Preto, Dom Moacir Silva, irá assumir o posto. Segundo informações da revista Veja, a atuação do bispo na cidade vinha sendo muito questionada por padres locais.

Em 2018, ele foi acusado omitir escândalos sexuais ocorridos na Igreja. O próprio bispo teria trocado mensagens íntimas com um jovem. Ainda de acordo com a publicação, o comportamento do clérigo já tinha sido objeto de desconforto nos bastidores da Igreja três anos antes, quando ele teria se envolvido com seu motorista e sacado grandes quantias em dinheiro da conta da diocese para encaminhar ao suposto amante. No mesmo ano, a Igreja Católica enviou um representante a Rio Preto para uma investigação sigilosa. A apuração envolveu denúncias de uma suposta omissão de dom Tomé em relação às denúncias de abuso sexual praticado por padres. Desde então, o bispo não se pronunciou sobre o caso.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!