Carmo Dalla Vecchia desabada sobre homofobia na infância: “Tomava soco no estômago aos gritos de ‘bicha'”

Carmo Dalla Vecchia, que recentemente tornou público seu relacionamento com o autor de novelas João Emanuel Carneiro, relembrou episódios de homofobia vividos na infância. Ao jornal O Globo, o ator de 49 anos desabafou sobre esses episódios, os motivos que o levaram a revelar sua homossexualidade e falou do dia a dia com o filho Pedro.

Na minha época de escola, a palavra bullying nem existia e se sofria preconceito dos próprios professores. Aos 9, 10 anos, tomava soco na boca do estômago de colegas que gritavam ‘bic*ha!’. É cruel quando acontece“, comentou o ator, que foi nascido e criado em Carazinho, interior do Rio Grande do Sul. “A criança deveria sair dali e ir direto contar para os pais, mas tem vergonha de ter tomado um soco por esse motivo. Para quem sofre preconceito, é um soco no estômago calado. Sem falar que, aos 10 anos, você ainda não sabe da sua iniciativa sexual.” Segundo Carmo, ele se descobriu gay aos 13 anos. “Pensei: ‘E agora, o que vou fazer?’. Porque ser gay não é o padrão. Quando você nasce, te dizem que é errado e, por mais que você resolva isso na vida, tem um lado seu que também tem preconceito. Faço psicanálise há 15 anos, mas falar sobre isso talvez tenha sido também uma forma de eu me libertar do meu próprio preconceito.

O artista também revelou porquê expôs sua sexualidade em rede nacional após 16 anos de casamento. “Quando estava no meio do meio do processo do ‘Dança dos Famosos’ foi muito difícil. Fiz cirurgia de menisco, aquilo estava sendo uma Olimpíada para mim. Pensava que não ia conseguir, minha coreografia era dificílima. A Globo contratou uma massagista e, quando ela estava fazendo massagem em mim, comecei a chorar. Naquele momento, eu disse: ‘Antonio gostava de mim do jeito que eu sou, vou declarar’. Liguei para o João e ele disse ‘ok’.”, disse o ator, citando um amigo de infância morto vítima de Covid-19. “Queria ter pertencimento. Era algo que já queria fazer há tempos. Nunca menti pra ninguém. Qualquer pessoa que sabia da minha história ou convivia comigo um pouquinho, sabia. Mas chega uma hora em que você quer manifestar exatamente aquilo que é”.

O ator e o marido são pais de Pedro, que vai completar dois anos no próximo dia 21. Ele nasceu por meio de uma barriga solidária realizada fora do país. Sobre o dia a dia com o filho, ele conta que faz o trabalho mais associado culturalmente à mulher. “Meu sono ficou supersensível. Se ouço um barulho à noite, dispara uma carga de adrenalina no meu corpo… Enfim, sou mais desse trabalho normalmente associado à mãe“, explicou o ator.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!