DJ com deficiência conta que vida sexual gera curiosidade: “O que não dá pra fazer, eu improviso”

Conversamos com a DJ Karen dos Anjos no estúdio do Pheeno! A carioca de 36 anos é uma pessoa com deficiência devido a sequelas de uma paralisia cerebral, lésbica e também radialista e locutora.

Ela conta que sempre preferiu se relacionar pela internet com medo que ninguém fosse gostar dela, mas venceu o medo dos encontros e revela que nunca sofreu rejeição por ser portadora de deficiência. Hoje casada, ela comenta que sua vida sexual é ótima mas sempre gera curiosidade nas pessoas: “O que eu acho que não dá pra fazer, eu improviso”.

Karen conta que encontrou sua vocação na música e no rádio e revela que o preconceito vem de onde menos espera: dos próprios colegas de trabalho.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!