Travesti é agredida a pauladas por dois homens na Zona Sul de São Paulo: “Travesti tem que morrer”

Uma travesti foi agredida a pauladas por ao menos dois homens, na madrugada da última sexta-feira (13/08), na Rua Ararapira, no bairro da Saúde, na Zona Sul de São Paulo. Não há informações sobre o paradeiro da vítima e dos agressores.

Segundo o G1, câmeras de segurança de prédios vizinhos gravaram o momento que a vítima ferida corre para fugir de um dos agressores, que aparece segurando um objeto, que parece ser um pedaço de madeira ou barra de ferro. Ainda não há informações sobre a identidade e o paradeiro da vítima, se ela foi socorrida e qual o seu estado de saúde. Os agressores fugiram e também não foram identificados.

Moradores dos edifícios viram as agressões e ouviram as ofensas e ameaças de morte dos homens contra a transexual. “Gritavam para ela: ‘travesti tem que morrer!’, ‘saía daqui’ e ‘não vai roubar na favela’”, contou uma das testemunhas ao G1. “As agressões duraram cerca de 20 minutos”. De acordo com a reportagem, testemunhas ligaram para a Polícia Militar (PM) por volta das 4h50. Outro vídeo mostra o momento que uma viatura da PM passa pela rua, mas tanto a vítima quando os agressores já não estavam mais no local.

A equipe de investigação do 16º Distrito Policial [DP, Vila Clementino] analisa as imagens citadas para identificar a vítima, bem como os autores, para adotar as medidas pertinentes. A autoridade policial está à disposição da vítima para registrar a ocorrência, que pode ser feita em qualquer delegacia ou também pela Delegacia Eletrônica“, informa nota divulgada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) ao G1.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!