Travesti perde dentes ao ser espancada com lata de cerveja por três homens na saída de bar em Mato Grosso do Sul

Uma travesti, de 44 anos, perdeu vários dentes após ter sido espancada por três homens em uma bar. O caso aconteceu na madrugada dessa quarta-feira (08/09) em Corumbá, no Mato Grosso do Sul.

Em conversa com o portal Diário Corumbaense, após passar por exame de corpo de delito nesta quinta-feira (09/09), Shaila Vório contou que estava em um carro com mais quatro amigas quando, por volta das 04h30, parou o veículo em um bar local para beber. Uma amiga dela, que já estava no local, a reconheceu e a chamou para dançar. “Como a conheço, fui como sempre cumprimentá-la. Neste momento, o marido dela chegou e me deu uma chinelada na bunda, mas brincando, pois também o conheço e sempre me cumprimenta na rua. Mas logo em seguida, dois rapazes que estavam com eles, vieram e me deram chinelada com força e sem motivo, e ainda falaram: ‘sai daqui, travesti’. Eu disse: ‘ei, vocês estão loucos?’, e saí de perto deles, indo na direção do carro que estava”, relembrou. 

Ainda conforme Shaila, os suspeitos teriam ido atrás e a arrancado de dentro do carro, a puxando pelo pescoço. “Um deles me pegou pelo pescoço tentando me arrancar de dentro do automóvel e minhas amigas me defenderam, mas o outro, de 25 anos, também veio e falava: ‘ele tem que virar homem. Tem que apanhar que nem homem’. Logo em seguida, o outro agressor arremessou uma lata de cerveja que atingiu meu rosto e quando vi, a minha boca estava sangrando e dois dentes meus foram quebrados devido ao golpe”, contou.

A vítima afirmou que sempre sai para se divertir na companhia de amigos e nunca havia passado por uma situação dessa. As agressões só não foram piores porque as amigas a defenderam. “Eu saio sempre com os amigos, curto a minha diversão com responsabilidade, nunca mexi com a vida de ninguém e me acontece isso? É uma mescla de sentimentos, pois sinto raiva, indignação e acima de tudo, revolta pelo que passou comigo”, desabafou. O caso foi registrado na primeira delegacia de polícia do município. Um dos três suspeitos foi identificado, mas não foi preso. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!