Casal gay denuncia agressões da PM durante abordagem em Goiânia

Um advogado e o marido, que preferiram não se identificar, denunciam que foram agredidos por um policial militar durante uma abordagem ocorrida na tarde de sábado (23/10), em Goiânia. Uma das vítimas teve sua cabeça batida contra a janela de seu carro diversas vezes.

O casal, formado por um jovem de 25 e outro de 33 anos, contou ao G1 que estava chegando na casa de familiares quando percebeu um carro da PM se aproximando e, logo em seguida, já ouviu os policiais gritando: “Desce do carro!”. Os dois colocaram as mãos na cabeça e abriram as pernas, conforme os policiais pediram. Ainda assim, um dos agentes estava insatisfeito e começou a agredi-lo. “Eu abri as pernas, mas acho que ele queria que eu abrisse mais. Ele começou a bater minha cabeça contra o carro. Bateu três vezes e eu não entendi porque estava apanhando, já que eu não tinha feito nada”, contou. Ainda de acordo com o advogado, o mesmo policial também deu um soco no rosto de seu marido quando ele foi pegar os documentos do casal para comprovar que eles não tinham nenhuma ficha criminal.

O casal foi ao 1º Distrito Policial de Goiânia para registrar uma ocorrência. Eles também passaram por exame de corpo de delito. O advogado declarou que espera que o policial seja punido. “Nunca havia passado por isso. Quando você não tem culpa de nada, você se sente vulnerável. Se a gente não denunciar, essas coisas vão continuar acontecendo”, disse. Nem a Polícia Militar e nem a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP) se posicionaram a respeito do caso. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!