Coletivo LGBTQIA+ aciona oito clubes no Superior Tribunal de Justiça Desportiva por homofobia das torcidas

O Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ acionou oito clubes brasileiros no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por atos de homofobia praticados pelas respectivas torcidas. São eles Fluminense, Corinthians, Atlético-MG, Ceará, Internacional, Náutico, Paysandu e Remo

Segundo informações do Globo Esporte, o Coletivo de Torcidas entrou com sete Notícias de Infração (termo utilizado para as denúncias) em que pede a análise dos casos ao STJD. Agora, a Procuradoria avalia a requisição para decidir se faz ou não uma denúncia para que as histórias entrem sob julgamento do órgão jurídico. Nas redes sociais, o próprio coletivo anunciou as medidas tomadas para ajudar a combater a LGBTfobia nos estádios de futebol. “Reiteramos o nosso repúdio a esses e outros atos de preconceito praticados no futebol e esperamos que os clubes e federações tomem medidas mais enérgicas no intuito de combater tais práticas que fazem com o futebol continue sendo um ambiente violento para pessoas LGBTQIAP+“, publicou.

No mês passado, o Flamengo foi condenado pelo STJD a pagar multa de R$ 50 mil por cantos homofóbicos da torcida em partida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil. Na notícia de infração apresentada contra o Fluminense, foi relatado o mesmo canto utilizado pelos rubro-negros, mas para ofender o Internacional, em partida no dia 6 de novembro, no Maracanã. O árbitro relatou o fato na súmula da partida. Já o Atlético-MG foi denunciado por gritos direcionados à torcida do Flamengo em confronto direto entre as duas equipes e também em partida contra o Fluminense.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!