Sikêra Jr. é alvo de ação do MPF, que pede indenização de R$ 10 milhões por novo caso de homofobia

O Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul junto a entidades da comunidade LGBTQIA+ ingressou com uma ação civil pública contra o apresentador de televisão Sikêra Jr. Mais uma vez, ele fez declarações LGBTfóbicas no programa que ele comanda na Rede TV!, o “Alerta Nacional“. Com informações do O Globo.

Na edição do programa do dia 26 de novembro, ele teria apresentado em seu programa uma música que citava a bissexualidade do filho do novo Superman, filho de Clark Kent, e a relacionava com pedofília. Além disso, a letra também falava da presença de mulheres trans em banheiros femininos. Sikêra Jr. é réu junto com a RedeTV, canal em que seu programa é vinculado, e a União, que consta entre os acusados, pois segundo o MPF, teria responsabilidade na situação,  já cuida das concessões de televisão.

Além dos R$ 10 milhões exigidos pelo MPF, também é pedido que a RedeTV! retire a íntegra do programa de 26 de novembro das redes sociais e site oficial e uma condenação de Sikêra à retratação, obrigando que ele use exatamente o mesmo tempo no ar para pedir desculpas por seu erro. Até o fechamento desta notícia, a RedeTV não se pronunciou sobre o assunto.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!