Gogo Bear virou passivo após torção peniana e desabafa: “Gordinho passivo em app leva block direto”

Conversamos com Bothero no estúdio do Pheeno! O carioca de 36 anos é GoGo Bear, o primeiro do estado do Rio, e revela que pode fazer coisas que os GoGos normais não fazem: “Posso usar figurinos mais exuberantes, investir mais na dança”.

Bothero conta que muitas festas para ursos ainda não possuem gordinhos dançando por conta do que ele chama de “gourmetização bear”: “Homens peludos e malhados conseguem as melhores oportunidades. Nada contra os padrões, mas falta representatividade”. O carioca relembra que sofreu uma torção peniana em seu último relacionamento e, por isso, passou a ser passivo, mas desabafa que rola um grande preconceito contra gordinhos passivos.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!