Homem é indiciado por estupro virtual ao fingir ser mulher, extorquir amigo e coagi-lo a enfiar copo de vidro no ânus

Um rapaz de 27 anos foi indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de estupro virtual, falsa identidade e extorsão contra o próprio amigo em Fortaleza (CE). Em uma das ações, ele obrigou a vítima a introduzir um copo de vidro no ânus. O caso foi divulgado pela Polícia Civil nesta quinta-feira (13/01). Com informações do G1.

Segundo a polícia, Ayrton Andrade Pereira da Silva, que conhecia a vítima há quase dez anos, fingiu ser uma mulher, manteve um relacionamento virtual com o amigo de 24 anos, e, após conseguir fotos íntimas dele, passou a extorqui-lo. Além de dinheiro, o suspeito obrigava a vítima a fazer algumas “tarefas” bizarras que deveriam ser filmadas e o vídeo enviado para ele. Entre os pedidos, a vítima teve que engolir uma moeda colocada dentro de um copo com água, comer a própria fezes e beber sua urina.

O agressor ameaçava a vítima com fotos de parentes e de caixões, dizendo que mataria a família dele se não tivesse o que exigia“, diz o delegado Valdir Passos, responsável pela investigação do caso, em conversa com o G1. A vítima também foi coagida a colocar um copo de vidro no ânus, que se quebrou e a machucou. Após esse caso, o homem relatou o crime à família e registrou a denúncia. “O infrator já estava na posse de muito material pornográfico e passou a exigir tanto valores em dinheiro, depositado em uma conta bancária, como tarefas de natureza bizarras, como comer as próprias fezes, beber a própria urina retirada do vaso e o copo introduzido no ânus, o que resultou em ferimentos“, detalhou o delegado.

O caso foi denunciado pela vítima em 2020 e, desde então, era investigado pelo 5º Distrito Policial, que localizou Ayrton na Região Metropolitana de São Luís do Maranhão. A Polícia Civil continua as investigações visando identificar outras vítimas do suspeito.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!