Jogador francês revela homofobia no futebol e diz: “Pelo menos dois jogadores por clube são gays”

O jogador francês Patrice Evra, de 40 anos, que atuava como lateral no Machester United e West Ham, falou sobre à homossexualidade no mundo do futebol, assunto ainda tratado como tabu para muitos. Ao responder perguntas de leitores do jornal ‘Le Parisien‘, ele não mediu palavras para tocar no assunto e contar que alguns jogadores não aceitavam a situação. Com informações do Yahoo.

No futebol, se você diz que é gay, acabou“, disse Evra, que lembrou o que aconteceu enquanto ele ainda atuava. “Quando eu estava na Inglaterra, eles trouxeram uma pessoa para falar com o time sobre homossexualidade. Alguns dos meus companheiros de time disseram nessa conversa: ‘É contra a minha religião, se tem um homossexual neste vestiário, ele tem que sair’“, continuou.

Naquele momento, eu disse: “Deixe todo mundo calar a boca. Imagina? Já joguei com jogadores que eram homossexuais… Um a um, eles se abriram para mim porque têm medo de falar sobre isso em uma outra maneira. Há pelo menos dois jogadores por clube que são gays. Mas no mundo do futebol, se você diz isso, está acabado“, desabafou.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!