Senador é alvo de homofobia após negar suposto caso com personal trainer

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) se tornou alvo de comentários homofóbicos em suas redes sociais após ter o nome envolvido em rumores de que teria um caso amoroso com seu personal trainer, o que teria supostamente resultado no fim do casamento de 13 anos com uma empresária.

Em entrevista ao UOL, Valentim afirmou que tudo não passa de especulações. Segundo ele, o casamento terminou devido ao desgaste político. “Minha esposa não suportou, preferiu dar continuidade a vida sozinha, pois as pessoas não respeitam a privacidade dos políticos. Isso afeta a família. Qual a esposa que quer continuar casada? [A falta de privacidade] cansa as pessoas que não pediram para estar aqui e ela casou comigo quando eu era policial militar. Essa mudança de vida, ela não conseguiu acompanhar“, declarou Valentim, que se diz hétero.

O boato ganhou ainda mais força quando o senador foi a um programa de rádio desmenti-lo. Lá, ressaltou ser heterossexual, mas que não sabe se um dia poderá se envolver com um homem. “Dentro de quatro paredes é sua vida, sua particularidade. Por que não? Não quer dizer que já tive [relação homoafetiva], mas que respeito“, disse. “Não sei o dia de amanhã, não procuro em redes sociais, dou entrevista porque o tema é serio, mas as pessoas levaram para a brincadeira. É um tema que envolve minorias, que os brasileiros querem respeito, igualdade“, continuou.

Vi muita gente da esquerda e defensores das minorias fazendo brincadeiras, memes, com postagens sobre a minha masculinidade. Se eu tivesse dado uma resposta diferente, do tipo ‘não toco em homem’, seria tachado de homofóbico. Se eu fosse gay, já teria dito, não teria porquê esconder“, concluiu Valentim.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!