Mulher presenteia marido com ménage, descobre-se lésbica e pede divórcio: “Vivendo autenticamente”

Em 2020, a norte-americana Theresa Rose, de 36 anos, decidiu convidar um outra mulher e dar de presente de aniversário ao marido um “ménage à trois“. A intenção era satisfazer a um fetiche do amado, mas a história terminou de uma forma inesperada. Semanas depois, ela deixou o marido ao perceber que era lésbica.

Experimentando aquela interação íntima com uma mulher pela primeira vez, a profundidade física e emocional foi tão intensa, eu fiquei tipo, ‘meu Deus, isso é o que está faltando’”, disse Rose ao The New York Post. “Depois de estar com aquela mulher, eu disse a mim mesma: ‘É por isso que tenho sido tão infeliz no meu casamento’. Meu relacionamento com meu marido, emocionalmente, parecia tão superficial e solitário em comparação com a conexão com a mulher“, explicou.

O marido e a família de Rose não reagiram bem à sua mudança. Criada como católica em Orange County, Califórnia, Rose foi ensinada que “todos os gays vão para o inferno”. “Depois que contei ao meu marido sobre meus sentimentos depois da minha experiência com a mulher, ele ficou muito desagradável. Contou para meus pais conservadores, nossos amigos em comum e nosso grupo de estudo bíblico“, conta ela. O preconceito foi tanto que ela chegou a comprar uma arma e cogitou suicídio. Foi quando conheceu uma mulher, Jacqui, e se apaixonou.

Hoje elas moram juntas e criam os dois filhos pequenos de Rose. Enquanto isso, ela se afastou dos pais, que a tiraram de seu testamento. Apesar disso, Rose garante que está muito mais feliz e dá apoio a mulheres que estejam “desabrochando tardiamente”, por meio de sua conta no TikTok. “É tão livre finalmente viver autenticamente.”

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!