Casal denuncia homofobia de motorista de Uber e expõe agressões verbais em vídeo: “Aberrações”

A escritora Marília Carreiro, natural de Pancas, no Espírito Santo, usou o seu perfil no Twitter para expor que ela e a mulher sofreram uma série de agressões verbais durante uma corrida de Uber, nesta terça-feira (29/03). Além do relato, a capixaba compartilhou um registro em vídeo com um trecho das falas do homem dentro do carro.

Amigos, acabei de sofrer muitas agressões verbais numa viagem de Uber que durou 15 minutos aproximadamente. O motorista, com seu discurso de ódio, foi preconceituoso de muitas formas, dizendo que eu e minha esposa somos aberrações e não devíamos nem existir mais, que na época dele tudo se resolvia na bala, falou de mamadeira de pi*oca, de doutrinação LGBTQIA+ e aumentou ainda mais a voz e o desrespeito quando nos posicionamos dizendo que o discurso dele nos feria diretamente, pois somos lésbicas“, relatou Marília.

Estamos consternadas e gostaríamos de ajuda para tomar as providências legais para que esse homem pague pelo que fez conosco. Gravamos uma parte da viagem e ele também se exaltou quando ficou sabendo disso. Já reportamos à Uber. Uber Brasil, como você seleciona seus motoristas?“, questionou a escritora, marcando o perfil da plataforma de transporte na publicação.

Após o ocorrido, elas entraram em contato com a Uber, que teria prometido “tomar providências severas“. Em nota, a empresa informou que desativou a conta do motorista parceiro assim que tomou conhecimento sobre o ocorrido. Além disso, pontuou que a usuária foi informada sobre um canal de suporte psicológico e disse que está à disposição das autoridades para compartilhar informações sobre os envolvidos. “A Uber defende o respeito à diversidade e reafirma o seu compromisso de promover o respeito, igualdade e justiça para todas as pessoas LGBTQIA+“, afirmou.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!