“Rezo para que viva bastante para se arrepender dos pecados”, diz mãe de Paulo Gustavo sobre pastor condenado

Déa Lúcia Amaral, mãe de Paulo Gustavo, usou suas redes sociais para comentar sobre a condenação do pastor José Olímpio da Silva Filho, da Igreja Assembleia de Deus, pelo crime de homofobia praticado contra o seu filho, morto em maio do ano passado vítima da Covid-19.

Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza? E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si“, escreveu o pastor em sua conta no Instagram, no dia 15 de abril de 2021. Paulo Gustavo viria a falecer 20 dias depois da publicação. Em seu Instagram, Déa Lúcia escreveu: “Ele orou pela morte de meu filho e eu rezo para que ele viva bastante para se arrepender de seus pecados”.

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) anunciou, nessa quarta-feira (27/4), a condenação do pastor José Olímpio pelo crime de homofobia praticado contra o ator e humorista Paulo Gustavo. “O pastor José Olímpio prestará serviço à comunidade pelo tempo da pena, durante seis horas semanais e pagará 30 salários-mínimos, que serão revertidos para grupo ou organização não governamental de Alagoas com atuação em favor da comunidade LBGTQIA+”, explicou o comunicado oficial.

É inconcebível que no atual estágio civilizatório que nos encontramos e diante de tantas e reiteradas decisões da Suprema Corte sobre a matéria, sejam toleradas práticas discriminatórias em função do sexo, gênero ou sexualidade do indivíduo, já que a conduta promove a segregação entre as pessoas e ofende ao princípio da dignidade da pessoa humana”, frisou o juiz Igor Vieira de Figueiredo, em sua decisão.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!