Conhecido como Doutor Peludo, médico do Distrito Federal é investigado por divulgar vídeos de sexo com pacientes

Um médico infectologista é investigado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-DF) por supostamente transar com pacientes – e até colegas de profissão – nas dependências de uma clínica em que atendia, no Distrito Federal. As cenas explícitas eram corriqueiramente publicadas por Lino Neves da Silveira em uma conta que ele mantinha no Twitter. O perfil foi deletado pouco tempo depois de a primeira reportagem sobre o caso ser publicada pelo portal Metrópoles.

De acordo com a publicação, autodenominado “PeludoAN” (abreviação para Asa Norte, bairro de classe média alta de Brasília), o infectologista registrava as relações sexuais por meio de fotos e vídeos e divulgava o material pornográfico na rede social. “Consultório me dá um tesão da porra”, diz o médico na autodescrição na rede social, onde também compartilha imagens em que aparece se masturbando. Para garantir que as gravações foram feitas no local de trabalho, no decorrer do plantão, Neves faz uso, na maior parte das vezes, do jaleco e o estetoscópio. “Se tem mamada, tem leitada. Tá aí o final da mamada com o enfermeiro no meio do plantão. Não resistiu ao meu oral, e ainda ganhei porra pra trabalhar até o final e feliz”, escreveu ele, em outra legenda.

Após receber uma denúncia, o Conselho Regional de Medicina decidiu abrir procedimento para investigar a conduta de Lino Neves da Silveira. A informação foi divulgada pela própria entidade classista. “O CRM-DF investigará a denuncia através de uma sindicância. O procedimento correrá em sigilo para verificar se há indícios de infração ética”, confirmou. Neves também foi desligado da clínica particular onde atuava, no Sudoeste, bairro nobre da capital federal. “O Dr. Lino não trabalha mais na clínica, e sobre essa denúncia no CRM, não tenho conhecimento nem fui notificado”, afirmou Josué Cardoso, administrador da unidade de saúde.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!