Ricardo Jaheem: “Meu esposo foi suicidado pelo sistema num projeto de genocídio de pessoas pretas”

Conversamos com Ricardo Jaheem no estúdio do Pheeno! O escritor e professor de 37 anos ficou viúvo há cerca de seis meses, após seu esposo escolher encerrar sua vida: “Quando um homem preto comete esse ato, é por conta do desemprego, da rejeição da família, da violência, dos próprios medos e todo esse processo de adoecimento”. O acontecido o inspirou a escrever o livro “Dindo”, sobre cura, afeto e amor entre homens pretos, que teve como inspiração para personagem principal seu próprio afilhado. Ricardo afirma que ficou procurando justificativas para o ocorrido, buscou ajuda psicológica e psiquiátrica e quer discutir esses assuntos para ajudar pessoas: “Ninguém tem culpa e todos nós temos culpa: a culpa é do coletivo, do sistema”

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!