Elliot Page fala sobre ‘auto-aversão’ na puberdade: “me sentia doente”

O ícone trans Elliot Page falou sobre o impacto de passar pela puberdade antes de fazer a transição. A estrela da Umbrella Academy, 36, se declarou homem trans em uma postagem comovente no Instagram em 2020 e, desde então, usou sua plataforma para falar abertamente sobre a diferença que a transição fez em sua vida.

Em uma nova entrevista com a ABC News antes do lançamento de The Freedom to Exist with Elliot Page: A Soul of a Nation Presentation, um especial do Mês do Orgulho centrado na comunidade trans, o ator discutiu a “auto-aversão” que sentiu durante a puberdade e como isso teve um impacto profundo sobre ele.

“Quando meu corpo começou a mudar e as roupas se assentaram em mim de forma diferente, foi o começo de uma verdadeira desconexão de mim mesmo e de um desconforto muito erosivo e prejudicial”, disse Page. “Atribuir um gênero no nascimento com base em sua genitália não é a realidade de quem você é e a incongruência e desconexão continua a te desgastar.”

Investigando seu tempo na escola, Page compartilhou que só ouviu qualquer coisa relacionada a pessoas trans discutidas “brevemente na aula de saúde”, mas foi recebida com “o som de risadas” de seus colegas: “As experiências que tive em relação ao bullying certamente apenas encorajam a vergonha que me deixava doente, senti aversão de mim mesmo, pensava que havia algo errado”.

A montanha-russa que Page tem andado nos últimos anos será compartilhada na íntegra em seu próximo livro, Pageboy: A Memoir, no qual ele desenterra a realidade da transição, sua vida familiar e romances. No primeiro capítulo, Page discute como um de seus primeiros beijos com mulher ajudou a levantar o “peso insuportável da auto-aversão” que ele suportou por tanto tempo.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!