Troye Sivan revela não usar aplicativos de pegação porque eles o deixam “deprimido”

Os gays têm uma relação de amor e ódio contínua com aplicativos de pegação, e não poderia ser diferente para Troye Sivan. Com o recente lançamento do videoclipe “Rush” – que celebrou a cultura festiva LGBTQIA+ – Sivan tem feito entrevistas falando sobre sua relação com namoros, festas e encontros sexuais. No início desta semana, por exemplo, ele revelou ser um ativão.

Agora, durante uma nova entrevista ao programa de rádio Capital Breakfast With Roman Kemp, o cantor de 28 anos mandou a real sobre sua relação com aplicativos de pegação gay. “Não estou em nenhum deles no momento. Não é por causa de qualquer coisa de trabalho. Só estou deprimido com os aplicativos. Eu não estou neles agora. Eu tinha um perfil há cerca de dois meses atrás ou algo assim“, disse Sivan.

Antes de desistir dos aplicativos, o cantor também passou um problema clássico enfrentado por celebridades que tentam a sorte em plataformas de relacionamento: usuários denunciando seu perfil depois de pensar que ele estava se passando por uma pessoa famosa.

Fui banido umas 10 vezes ou algo assim”, lembrou ele. “Isso foi realmente embaraçoso. Falei com meu agente e perguntei: ‘Ei, você conhece alguém na Hinge [aplicativo de namoro online] que poderia cancelar o banimento de minha conta ou algo assim.’ E eles conseguiram!“, revelou o artista. Estamos torcendo por você nessa jornada, Troye!

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!