Fãs processam Madonna por atraso no show: “acordamos cedo pra trabalhar”

Dois fãs de Madonna estão processando a cantora por ter iniciado o show de Nova York muito atrasado, já que “tiveram que acordar cedo para ir trabalhar” no dia seguinte. No processo, aberto em 17 de janeiro no tribunal federal do Brooklyn, Michael Fellows e Jonathan Hadden afirmam que compraram os ingressos para um show de 13 de dezembro da Madonna’s Celebration Tour no Barclays Center, em Nova York.

O show em questão foi anunciado com início para às 20h30, mas no verdadeiro estilo de diva, a estrela de 65 anos só subiu ao palco depois das 22h30, de acordo com o The Guardian. Os dois espectadores em questão deixaram o show depois da 1h e ficaram supostamente “presos no meio da noite” e “confrontados com transporte público limitado, compartilhamento limitado de caronas e/ou aumento dos custos de transporte público e privado”.

O final tardio do show significou que eles tiveram dificuldade para “cuidar de suas responsabilidades familiares no dia seguinte”, alega o processo. Fellows e Hadden estão acusando Madonna, o Barclays Center e o promotor da turnê Live Nation de “práticas comerciais inescrupulosas, injustas e/ou enganosas” pelo atraso no início do show, o que a dupla argumenta que constituiria uma quebra de contrato e “uma exercício desenfreado de propaganda enganosa”.

O processo busca o status de ação coletiva para o público de outros shows do Celebration que começaram tarde, incluindo os próximos dois shows de Madonna em Nova York, nos dias 14 e 16 de dezembro. Madonna já enfrentou processos semelhantes, como em 2019, quando um fã da Flórida argumentou que seu atraso na turnê Madame X era uma quebra de contrato; e novamente em 2020, em uma ação movida por dois espectadores de Nova York.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!