Ginasta infantil sofre ataque homofóbico nas redes sociais e rebate, assista

Um ginasta em idade infantil chamado Bruno Mateus foi vítima de comentários homofóbicos em suas redes sociais, após ter feito publicações sobre cuidados com a pele. Os ataques ocorreram nesta semana levando o garoto a rebater os comentários, tendo que, absurdamente, dar explicações sobre sua sexualidade: “estão me chamando de gay, sendo que eu nunca dei sinais”, iniciou Mateus, com muita calma.

“Você não precisa simplesmente comentar uma coisa que deixa uma pessoa triste, e o dia dela, horrível. Eu estava super feliz pois meu vídeo estava bombando muito, e chega um infeliz, joga hate, mandando emoji de bandeira de gay, me chamando de gay, que eu nunca dei sinais”, disse Mateus, continuando com uma aula sobre homofobia e o quanto o preconceito é cabível de punição.

“E mesmo e eu fosse gay, se você falasse para uma pessoa LGBT+, isso seria homofobia. Isso é crime, você e até seus pais podem ser presos […] Há pessoas que até se matam por causa de homofobia, você tem noção de que você pode fazer uma pessoa morrer por causa de um comentário?”, explanou o menino sobre homofobia estar enquadrada no crime de racismo, de acordo com a lei nº 7.716/1989, com pena de um a três anos de prisão e multa.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!