Alan Cumming, o Noturno de “X-Men 2”, diz que o filme foi o mais gay de sua carreira

Durante uma entrevista para a Entertainment WeeklyAlan Cumming, que interpretou o Noturno em ‘X-Men 2‘, disse que a adaptação foi o filme mais gay que ele já fez. O ator britânico revelou como gosta bastante da simbologia LGBTQIAPN+ que a produção traz. 

“Acho que o filme dos X-Men em que estou é o filme mais gay que já fiz — e sou eu quem está dizendo isso”, afirmou ele. “Tem um diretor queer (Bryan Singer), muitos atores queers nele. Eu adoro o fato de algo tão mainstream e tão ligado ao mundo dos quadrinhos ser tão queer”. “Acho que, de certa forma, esse tipo de filme realmente ajuda as pessoas a entenderem o movimento queer, porque você pode abordá-lo de uma forma artística e todo mundo fica menos assustado com o conceito”, continuou o ator.

“É uma alegoria queer, sobre as pessoas terem esses grandes dons e coisas realmente grandes e poderosas que elas precisam esconder para existir”, acrescentou Cumming. “Pessoas queers entendem do que se trata”, concluiu ele.

Lançado em 2003, o longa também contou Patrick Stewart (Charles Xavier), Hugh Jackman (Wolverine), Ian McKellen (Magneto), Halle Berry (Tempestade), Famke Janssen (Jean Grey), James Marsden (Ciclope), Anna Paquin (Vampira), Rebecca Romijn (Mística), Brian Cox (William Stryker) e Kelly Hu (Golpe Mortal).

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!