Tony Salles lembra quando foi parado na imigração dos EUA e precisou explicar sobre um nude

Tony Salles recordou um episódio curioso de sua primeira viagem sozinho aos Estados Unidos: seu ensaio nu para a extinta revista ‘G Magazine’ de 2009. Durante sua participação no programa ‘Que História É Essa, Porchat’, o cantor, ex-integrante das bandas Balangandã, Cafuné, É o Tchan e Parangolé, compartilhou como suas fotos nuas o ajudaram a entrar no país.

Na imigração, nervoso, ele respondeu às perguntas no balcão e foi instruído a se dirigir a uma sala para prosseguir com o interrogatório. “Estava com minha mala, sozinho, arquitetando tudo que falaria, só sabia o básico de inglês”, disse o músico. “Quando perguntam demais já estão desconfiados de alguma coisa. Comecei a ficar mais nervoso ainda”. Foi então que Tony resolveu conversar com o guarda em espanhol, avisando que era cantor famoso no Brasil.

Naquele momento, o policial fez uma busca no Google com seu nome e ficou surpreso com a primeira imagem que apareceu: uma foto de Salles na praia, completamente nu e com o pênis ereto. O rapaz começou a gritar, chamando por “Gonzalez”, com o computador em mãos. O colega de trabalho, gritava, em inglês: “Ai, meu Deus”.  

Fábio Porchat quis saber se ele conseguiu entrar nos Estados Unidos. “Depois de mostrar um negócio desse, como ele não iria me liberar? E o desespero para entrar lá das outras vezes?”, disse, aos risos. O apresentador completou: “Você vai ter que levar uma ‘G Magazine’ no bolso. A foto do passaporte dele agora é só um p**u”.

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!