Protagonista de romance lésbico, ex-t.A.T.u Julia Volkova diz que não aceitaria filho gay!

Famosa por ter vivido um falso romance lésbico em 2004, na extinta banda t.A.T.u., a cantora russa Julia Volkova deu uma declaração que causou polêmica entre os fãs. A opinião foi dada no programa “Detector de mentiras”, onde famosos convidados devem responder diversas perguntas polêmicas sob a análise de um polígrafo, um aparelho conhecido como “detector de mentiras”.

Perguntada pelo entrevistador se condenaria um filho gay, a cantora dispara: “Sim”, enquanto no fundo do palco aparece a palavra “verdade” em um telão. “Eu o condenaria, porque acredito que homens devem ser homens de verdade. Deus criou o homem para a procriação. Essa é a natureza”, declara a artista que e mãe de dois meninos.

Julia deixou o entrevistador confuso com a sua declaração. Ela diz que não se importaria em ter uma filha lésbica, pois acha que as mulheres devem explorar mais a sua sexualidade. “Duas meninas juntas não é a mesma coisa que dois homens juntos. Ver lésbicas é esteticamente muito mais tranquilo do que ver dois homens de mãos dadas ou se beijando”, diz.

Vale ressaltar a “lei anti-gay” imposta na Rússia. Desde que o presidente Vladimir Putin assinou a nova lei, qualquer tipo de campanha ou manifestações a favor da comunidade LGBT é proibida, pois a “propaganda homossexual” é considerada crime no país, chegando a levar a prisão!

Assista (em russo) as declarações de Julia Volkova…

Assista ao vídeoclipe em que a cantora ficou mundialmente conhecida…

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!