Programa ‘Rio sem homofobia’ demite mais de 65 dos 85 funcionários

rio-sem-homofobia

O Programa Estadual Rio Sem Homofobia demitiu na última sexta-feira (08/01) 65 dos 85 funcionários que trabalhavam nos Centros de Cidadania LGBT e no Disque Cidadania LGBT. A decisão foi motivada pelo atraso no pagamento de salários nos últimos três meses.

Segundo a coordenação do programa informou que o salário era pago por meio de convênio com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Apesar de não ter paralisado os serviços, apenas os casos emergenciais estão sendo atendidos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!