Secretário de Direitos Humanos do RJ afirma acreditar na “cura gay”

2016-02-17-ezequiel-teixeira-homofobico-cura-gay-pastor-secretario-direitos-humanos-rio-de-janeiro-585x426

O secretário de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, pastor Ezequiel Teixeira, criou polêmica em entrevista ao jornal o “O Globo”. Ao explicar as razões do fechamento de quatro centros de assistência à população LGBT e da suspensão do serviço de teleatendimento, ele afirmou acreditar na “cura gay”. O pastor ainda chegou a comparar a homossexualidade a doenças como Aids e câncer.

“Poxa, o senhor crê na cura? Eu creio, plenamente. Eu não creio só na cura gay, não. Creio na cura do câncer, na cura da Aids… Sabe por quê? Porque eu sou fruto de um milagre de Deus também”, disse ele, em entrevista a publicação. “Creio que todo mundo pode receber uma transformação, uma mudança”, acrescenta Teixeira, que assumiu a secretaria no fim do ano passado e é filiado ao Partido da Mulher Brasileira (PMB).

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, declarou nesta quarta-feira (17/02) que não gostou das declarações do secretário. “Eu lamento as declarações dele e vou conversar com ele. Não é o meu posicionamento, eu sou totalmente contra a posição dele. Vou tomar providências. Coloco aqui a minha insatisfação com as declarações dele”, disse o governador, como mostrou o RJTV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!