Pastor que condenou vítimas de Orlando é preso por pedofilia

Pastor-Ken-Adkins-pheeno-capa

Famoso pelos seus discursos anti-LGBT, o pastor americano Ken Adkins, foi preso acusado de molestar crianças. Morador do estado da Geórgia, nos Estados Unidos, Adkins ganhou a mídia internacional em junho desse ano após o massacre na boate Pulse, em Orlando, onde 49 pessoas morreram vítima de um massacre.

Na ocasião, o religioso disse em seu Twitter que “os gays tiveram o que mereceram”. Segundo o jornal norte-americano “The Daiy Best”, Adkins é responsável por três igrejas no seu estado. De acordo com a publicação, os abusos ocorreram em 2010, em uma de suas igrejas, no veículo de Adkins e ainda dentro da casa de uma das vítimas.

Para Kenneth Gloug, advogado do religioso, as acusações são antigas e ele acredita que seu cliente será exonerado. “Já passou muito tempo, não sei porque estão desenterrando isso agora”, disse o advogado em entrevista à imprensa local.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!