Manaus: jovem é preso acusado matar professor com quem matinha relacionamento

preso-matar-professor-facadas-pheeno-capa

Foi preso na última quinta-feira (22/09) pela Polícia Civil o assassino confesso do professor Amim Costa Haddad, de 50 anos, morto a facadas no dia 7 de setembro, em Manaus, dentro do apartamento dele, na Zona Oeste da capital. Edinilson Muniz Gomes, de 19 anos, confessou o crime e o motivo do assassinato. O jovem admitiu que teve um relacionamento recente com a vítima.

Segundo o jornal “A Crítica”, o jovem teria esfaqueado o professor após a vítima tentar beijá-lo. Entretanto, segundo o delegado Denis Pinho, da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), o motivo real do crime foi roubar pertences do professor. “Ele foi para a casa da vítima com a intenção de matar e roubar”, disse Denis Pinho. Segundo o delegado, o homem admitiu em depoimento que planejava assassinar para depois roubar. Do apartamento, ele levou R$ 1,7 mil em espécie.

Ainda segundo o delegado, Ednilson só esperou o professor dormir para esfaqueá-lo, a vítima só conseguiu escapar após se fingir de morta. Enquanto Ednilson roubava os bens do apartamento onde eles estavam, Amin viu que a porta estava aberta e aproveitou para fugir e pedir socorro. A vítima foi socorrida e encaminhada ao HPS João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Ednilson foi indiciado por latrocínio. Ele foi encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!