Teste de saliva pode determinar se homem é gay, diz estudo

Taking a saliva probe for the determination of the genetic fingerprint, in the background a computerscreen showing a fingerprint (posed).

Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram um teste de saliva que seria capaz de revelar se um homem é gay ou não. Para você ter uma noção, o estudo foi levado tão a sério que chegou a ser apresentado no encontro Anual da Sociedade Americana de Genética Humana no ano passado.

A pesquisa, liderada por Tuck Ngun, concluiu que efeitos epigenéticos podem ter influência na orientação sexual de homens. A epigenética se refere às modificações químicas do genoma humano que alteram a atividade do gene, mas sem alterar a sequência de DNA. Isso significa que as experiências também podem alterar alguns genes, que são transmitidos de pai para filho.

saudebucalgenetica

A evidência mais forte de que o ambiente desempenha um papel na homossexualidade está ligada a estudos de pares de gêmeos idênticos, em que um irmão é gay e o outro não. Para provar que a orientação sexual, o DNA e o ambiente estão conectados, cientistas analisaram marcadores epigenéticos em amostras de saliva de 37 gêmeos.

Eles identificaram nove regiões do gene onde os padrões epigenéticos foram distintos entre os gays e seus irmãos heterossexuais. Usando essas regiões, eles criaram um algoritmo que deduz a orientação sexual de um homem a partir de uma amostra de saliva. O testo foi capaz de acertar em 66% dos casos.

De acordo com o estudo, o teste só pode descobrir se um homem é homossexual. Mulheres homossexuais e homens e mulheres bissexuais não foram contemplados na pesquisa.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!