Desembargador acusa Rômulo Arantes Neto de vazar próprio vídeo íntimo

Quem não lembra do famoso vídeo de Rômulo Arantes Neto se masturbando na webcam?! A gravação, que vazou em 2010, continua dando o que falar. A mais nova envolve sua briga na justiça contra o Google.

Segundo informações do colunista Leo Dias, do jornal O Dia, a sentença saiu há poucos dias e não privilegiou o rapaz, que pediu R$ 250 mil de indenização pela hospedagem do vídeo e deixá-lo online em alguns sites.

Um desembargador deferiu a sentença na 19º Câmara Civil do Rio de Janeiro. Segundo ele, “a indenização não acontecerá por parte do Google porque foi o próprio ator que colocou o vídeo na internet”. Nenhuma das partes envolvidas quis comentar o assunto. Rômulo terá que pagar as custas do processo.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!