Após ser rejeitado por três família, incluindo a biológica, menino é adotado por casal gay

Após ser rejeitado pela família biológica e por duas famílias que tinham intenção de adotar uma criança, o pequeno Enzo, de 8 anos, foi acolhido pelo casal Kairon Patrick Oliveira da Silva, de 29 anos, e Sílvio Romero Bernardes Fagundes, de 40 anos, seus novos pais.

O pedido de adoção foi julgado procedente pelo juiz Felipe Jales Soares, da 1ª Vara de Família, Sucessões, Infância e Juventude do fórum de Águas Lindas de Goiás (GO) no último dia 12. O caso chamou a atenção pela criança ter sido rejeitado pela sua família biológica e outras duas que manifestaram interesse em adotá-lo. O motivo para que houvesse a desistência seria pelo fato do jovem apresentar transtorno de deficit de atenção e hiperatividade.

“Também não fui uma criança fácil. Se minha mãe tivesse desistido de mim eu não teria me tornado o que sou hoje. Na verdade, o que faltava para Enzo era amor e disciplina e ele não teve isso das outras famílias”, relatou Sílvio, um de seus novos pais. “Meus pais são ótimos para mim e eu amo muito eles”, declarou Enzo em entrevista ao jornal Extra.

Os pais asseguram que o garoto não estranhou o modelo de família ao qual foi integrado, e também nunca sofreu preconceito pelo fato de ter dois pais. “Ele já se deparou com crianças com a mesma estrutura familiar dele e sempre fala que tem dois pais. Ele é bem resolvido quanto a isso”, disse Kairon.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!