Primeiro homem trans no SPFW protesta durante desfile da Cavalera: “Respeito trans”

O fim desta quarta-feira (16) na São Paulo Fashion Week (SPFW) foi marcada pelo protesto do modelo Sam Porto, de 25 anos, primeiro homem trans a desfilar no evento. Natural de Brasília, o rapaz tirou a camisa e exibiu a mensagem “Respeito trans” durante seu desfile para a marca Cavalera.

“Acho que é importante eu me posicionar para mostrar que pessoas como eu estão no mundo da moda e que merecem respeito”, diz ele em entrevista para Universa. Há dois anos, começou a fazer trabalhos como modelo, mas apenas para marcas que ele conhecia pessoalmente. “Não queria entrar em uma agência porque tinha medo de ser confundido com uma pessoa andrógina e ser colocado com o casting de mulheres”.

“Sempre fui assim, me vestia com roupas de menino. Meus pais até tentaram que eu usasse roupas femininas, mas à medida que fui crescendo eles começaram a respeitar a forma em que eu me sentia confortável para me vestir”, afirmou Sam, que apesar do posicionamento bem resolvido, entende que não é todo mundo que pode se sentir à vontade em carregar a plaquinha de “transgênero” o dia inteiro. “Falo que sou privilegiado porque meus pais me apoiam, tenho uma boa ‘passabilidade’. Por isso respeito quem não quer bater no peito em relação a isso.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!