Bar LGBTQ+ mais antigo de Nova York faz vaquinha virtual para evitar falência

Foto: Divulgação

O bar gay mais antigo em atividade da cidade de Nova York, nos Estados Unidos, está fazendo uma vaquinha virtual para não fechar as portas de vez. O Julius Bar lançou a iniciativa no site GoFundMe para arrecadar a meta de 50 mil dólares e tentar ajustar as contas, já que ainda permanece fechado por conta da pandemia no novo coronavírus.

Julius foi o local de um importante evento da história LGBTQ+. O Bar, que começou a ser ponto de encontro da comunidade nos anos 1950, foi palco de um protesto, em abril de 1966, que ficou conhecido como “sip-in”. A ação foi contra as autoridades da cidade, que tinham uma politica de revogar a licença de venda de bebidas alcoólicas para bares que serviam pessoas “suspeitas” de serem gays e lésbicas.

Na ocasião, os frequentadores peitaram as autoridades e assumiram serem LGBTQ+, e demandaram serem servidos! O resultado desse ato, três anos antes dos protestos de Stonewall, foi uma mudança na politica de NYC em relação aos bares gays, que aos poucos puderam sair do underground! Em 2016, o Julius Bar foi incluído no Registro Nacional de Lugares Históricos dos Estados Unidos!

Para doar e ajudar o Julius Bar, basta clicar aqui!

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!