Jovem trans é assassinada, picada e cozinhada pelo próprio marido

Marcus Volke, um cozinheiro australiano de 28 anos, matou, cortou em pedaços e cozinhou partes de sua namorada, a transexual Mayang Prasetyo. O caso foi descoberto quando a polícia foi chamada para verificar um cheiro ruim relatado por vizinhos. Os agentes ficaram chocados ao ver pedaços da jovem indonésia cozinhando numa panela sobre o fogão.

O crime foi denunciado pelo eletricista Brad Conye, chamado pelo cozinheiro para resolver um problema na eletricidade de sua residência, ocasionado pelo caldo de partes do corpo de sua esposa que entornou no forno, provocando uma explosão elétrica. Além disso, vizinhos já haviam notado o que descreveram no inquérito como “cheiro de carne podre” vindo do apartamento pouco antes.

No inquérito, as autoridades relataram que ao entrar no apartamento se depararam com o corpo do cozinheiro caído imóvel no chão sob uma poça de sangue que jorrava de sua garganta. Na casa, foram encontradas partes do corpo de Mayang espalhadas pelo cômodo, enquanto outras cozinhavam no fogão.

Apesar de ter acontecido em outubro de 2014, somente nesta semana o juiz esclarecerá os pontos finais.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!