Oi?! Estudo afirma que comer muito fast-food faz a pessoa “virar gay”

Você acha que já viu de tudo por aí?! Então se prepara porque essa pesquisa vai te mostrar que você está bem enganado. Chamado de “Dieta moderna e estresse causam homossexualidade: uma hipótese e uma terapia potencial”, o estudo acredita que comer muito fast-food e dormir pouco são dois dos motivos que fazem alguém “virar gay”.

Publicado pela psicóloga Rita Strakosha, o estudo afirma que a comunidade LGBT tem um maior número de pessoas com distúrbios alimentares, o que envolve ingerir grandes quantidades de alimentos doces e/ou gorduras. “Alguns estudos mostram uma taxa aumentada de obesidade entre homossexuais”, afirma. “Gays, lésbicas e mulheres bissexuais relatam maiores probabilidades de consumo de bebidas açucaradas do que homens e mulheres heterossexuais”.

Segundo Strakosha, basta cortar gorduras e doces da alimentação para as pessoas poderiam diminuir ou até “impedir o retorno das atrações homossexuais”. “As pessoas que querem ‘ficar heterossexuais’ devem evitar alimentos que podem ser perturbadores antes de dormir, como alimentos pesados ou refeições gordurosas ou fritas, pratos picantes, frutas cítricas e bebidas gaseificadas”, conta.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!