Exclusivo: brasileiro que fez parte de “RuPaul’s Drag Race” conta detalhes do reality show

Quem acompanhou a última temporada de “RuPaul’s Drag Race“, nem imagina que um brasileiro fez parte do elenco. Mas calma, ele não era uma das quatorze drag queens participantes da atração. Estamos falando de Henrique Quôs, um gaúcho de 27 anos que integrou o time de dançarinos do reality.

Na ocasião, Henrique participou do décimo segundo episódio de “Drag Race”, onde performou a música “Category Is” ao lado das finalistas Peppermint, Sasha Velour, Trinity Taylor e Shea Couleé.

Morando em Los Angeles, o magia contou com exclusividade para o Pheeno como surgiu o convite de participar da atração, curiosidades sobre o programa e revelou uma mega novidade: será um dos dançarinos oficiais de “RuPaul’s Drag Race: Werq The World“, evento de RuPaul que vai rodar o mundo e promete passar pelo Brasil.

Pheeno: Há quanto tempo você trabalha com a dança?

Henrique: Trabalho profissionalmente desde que mudei para Los Angeles em 2014, 3 anos e meio aproximadamente. Eu era comissário de bordo no Brasil e decidi largar tudo pra tentar a vida como artista nos EUA.

Pheeno: E como surgiu a oportunidade de trabalhar/morar fora do Brasil?

Henrique: Sempre tive esta vontade, desde os 11 anos de idade quando assisti pela primeira vez um show da Britney Spears, coloquei na minha cabeça que iria dançar pra ela um dia. Fiz algumas pesquisas e percebi que para dançar para artistas como ela, eu teria que mudar para Los Angeles, porque é onde todas as audições acontecem. Me tornei comissário de vôo para conseguir visto e poder mudar para os EUA. Foi tudo parte de um plano. Depois de um certo tempo trabalhando na aviação, decidi que era hora de me arriscar e me mudei para a Califórnia.

Henrique durante sua participação no “The Ellen DeGeneres Show”

Pheeno: Certamente você tem alguns trabalhos que estão marcados na sua carreira como dançarino, um deles deve ser a sua participação na oitava temporada de RuPaul’s Drag Race. Como surgiu esse convite? Foi a pedido da produção da própria RuPaul?

Henrique: Os trabalhos mais marcantes que fiz até agora foram , Ellen Degeneres, porque todos amam ela haha, e Rupaul com certeza. Eu trabalhei com o coreógrafo do show, Todrick Hall, em um outro projeto, pelo fato de nos conhecermos e termos trabalhado juntos ele me chamou pra dançar no reality.

Pheeno: Ficar frente a frente com Mama Ru deve fazer qualquer um tremer na base, até porque, ela fez história no movimento LGBT. Você ficou muito nervoso?

Henrique: De início foi estranho, eu não assistia o show, mas sabia quem era Rupaul, ela é muito famosa nos EUA , até porque fez MUITO pela comunidade LGBT. Eu estou muito acostumado em trabalhar com artistas, não fico muito impressionado, mas ela tem um energia muito forte, com certeza causou um impacto quando à vi. O que mais me admirou foi a maneira como ela trata os colegas de trabalho, todos gostam muito dela, sempre muito gentil.

Pheeno: E como foi a experiência de performar para RuPaul e os jurados ao lado de drags tão conhecidas?

Henrique: Foi muito legal, muitos dos meus amigos vieram me perguntar coisas do show, eu até então não sabia que o show era tão famoso. Durante os ensaios eu estava mais tranquilo, mas na hora de dançar na frente dela, fiquei um pouco nervoso porque havia pesquisado o show e me dei conta de que eu estava de frente para uma das pessoas mais influentes da TV americana.

Pheeno:O povo adora uma fofoca, não é mesmo? Tem alguma baphão dos bastidores que você pode contar pra gente ou alguma curiosidade?

Henrique: Curiosidade…. Rupaul e os jurados se arrumam por inteiro haha! Algumas pessoas pensam que por estarem sentados o tempo todo, eles não vestem calças ou coisas do tipo. Outra coisa que notei foi… Trabalhei com quatro finalistas do show, e elas se dão bem melhor do que eles mostram na TV.

Pheeno: Você anunciou nas suas redes sociais que vai fazer parte do time de dançarinos do “RuPaul’s Drag Race: Werq The World”. A turnê promete rodar o mundo e com ex-drags renomadas do reality. Como anda a sua expectativa para o evento?

Henrique: Essa é a minha primeira turnê, estou muito animado, é um GRANDE passo na minha carreira. Sinto que se pudesse encontrar aquele menino de 11 anos, de uma cidade pequena, sem muito dinheiro, que sonhava em morar fora e trabalhar com artistas, ele ficaria muito orgulhoso de mim, de nós. Os ensaios estão sendo bem puxados, tem muita coreografia, muita troca de roupa, mas tudo muito lindo e feito com muito carinho para os fãs.

Pheeno: Você acha que o Brasil vai ser incluído nessa turnê?

Henrique: Então, há boatos de que sim, talvez para o início do próximo ano. É um dos meus maiores sonhos, voltar para o Brasil, para me apresentar com um show de fora. Então esperamos que isso aconteça.

Pheeno: Adoramos o papo, Henrique! E aposto que os fãs do programa vão adorar saber alguns detalhes e a possível turnê pelo Brasil. Sucesso na carreira! Você está arrasando representando o Brasil.

Henrique: Muito obrigado. Espero poder trazer mais novidades pra vocês! Valeu pelo apoio!

Confira algumas fotos do magia

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!